O PERIGO DAS GOSTOSURAS

 

Lanches rápidos e saborosos contêm muito sódio, o que pode fazer mal à saúde!

Um lanche gostoso e bem rápido, por favor! Mas nada de alimentos congelados, e pode esquecer aquele sanduíche cheio de presunto. Essas comidas têm um componente que, em grande quantidade, pode ser um inimigo para a sua saúde: o sódio.

 

É um micronutriente presente, por exemplo, no sal de cozinha. Apesar de útil para as indústrias e até para o nosso corpo em pequenas quantidades, quando ingerido em excesso pode trazer problemas para o coração e aumentar a pressão arterial, que é a força que o sangue faz nas paredes das veias e artérias por onde passa. Quando a pressão está alta, as veias podem se romper e causar danos sérios à saúde.

Mas, se o sódio é tão perigoso, por que continua sendo tão usado, sobretudo nos produtos industrializados? “Ele realça o sabor e a textura aos alimentos”, explica a nutricionista Mariana Kraemer, da Universidade Federal de Santa Catarina. “Além disso, ele ajuda a preservar os produtos, pois faz com que demorem muito mais para estragar”.

Mariana pesquisou vários alimentos normalmente consumidos em lanches e descobriu os campeões na quantidade de sódio. “Salsicha, mortadela e outras carnes muito usadas para fazer sanduíches são os que têm mais sódio”, conta. “Hambúrgueres e pizzas congelados, as delícias preferidas da garotada, ocupam o segundo lugar.”

Por conta dos riscos à saúde, a quantidade de sódio que comemos tem que ser controlada e varia de acordo com a idade. Se você tem menos de oito anos, só deve ingerir 1.200 miligramas de sódio por dia, quantidade encontrada em três gramas de sal – pouco menos de uma colher de chá. De oito a 19 anos, o valor indicado é de, no máximo, 1.500 miligramas. Já os adultos, com mais de 19 anos, não devem passar de 2.000 miligramas diários. Aposto você já ultrapassou – e muito – essa quantidade. Duvida?

“Um sanduíche com hambúrguer, milho, ervilha, maionese e ketchup tem, em média, 1.300 miligramas de sódio”, calcula Mariana. “Se você decidir comer uma batatinha frita junto, esse valor sobe mais ainda”. Ou seja, em um lanche assim já comemos muito mais sódio do que deveríamos consumir o dia inteiro!

A pediatra Cristina Aranha, da Universidade Federal de Ouro Preto, dá dicas para evitar problemas com o sódio. “Comer muitas frutas e legumes e beber sucos naturais é muito bom para saúde”, diz. “Já refrigerantes, alguns doces e biscoitos recheados têm muito sódio e devem ser evitados”.

Mariana lembra ainda que os perigos de comer muito sódio podem só aparecer daqui a alguns anos. “Muitos pais e avós seus e de seus colegas, por exemplo, podem ter problemas de saúde porque consumiram muito sódio ao longo da vida. E olha que, quando eles eram crianças, ainda não havia tantos alimentos industrializados como hoje!”, alerta. “É difícil saber o que pode acontecer com jovens que comem muito sódio desde cedo”.

(www.uol.com.br)

 

Conheça alguns dos nossos parceiros

Copyright © 1995 - 2022 - Escola Mater Dei | Todos os direitos reservados
Loteamento Praia de Ipitanga, Quadra M, Lotes 21 e 22. Villas do Atlântico, Lauro de Freitas - Bahia.
Tel.: (71) 3379-0951 / 3369-1172 - materdei@escolarmaterdei.com.br
Desenvolvimento: Tecnosites